A história das tatuagens de gangue

Tatuagens possuem diversos significados. Podem ser feita apenas por um efeito estético, como um adorno ao corpo; guardar a memória de pessoas queridas; marcar uma personalidade; registrar o pertencimento a um grupo. Nesse caso em particular, as tatuagens são muito comuns a membros de gangue, no mundo todo. Os desenhos no corpo dos integrantes de grupos criminosos servem para mostrar a adesão ao bando e também para ser reconhecido como parte dele, sendo muitas vezes uma espécie de ritual de iniciação. O Macaco traz para vocês uma seleção de tatuagens de diversas gangues espalhadas pelo planeta!

10. Barrio 18

barrio18

A Barrio 18 é uma das principais gangues de rua de El salvador e está envolvida no tráfico de drogas, assassinatos e diversos outros crimes. Muitas mulheres de integrantes da gangue são tatuadas no rosto, para provarem sua força e dedicação aos maridos e ao grupo.

9. MS-13

MS-13 -01  MS-13 -02

Junto à Barrio 18, a MS-13, ou Mara Salvatrucha, é uma das gangues mais perigosas de El Salvador e outros países da América Central. Os membros desse grupo trazem as letras MS tatuadas no estilo gótico, além de outros desenhos e símbolos bem pesados, espalhados por todo o corpo.

8. Gangues da Nova Zelândia

Mongrel Mob01  balck power

Black Power e Mongrel Mob são perigosas e rivais gangues de rua da Nova Zelândia. As tatuagens mais comuns nesses grupos são tribais e remontam à tradição maori, o povo nativo das ilhas.

7. Tatuagens de prisioneiros

teia-aranha

Tatuar-se é um ritual muito comum a presos no mundo todo. Dependendo do desenho, a tatuagem pode demonstrar força e até mesmo causar respeito nos demais presos. Uma imagem muito comum a pessoas que ficam muito tempo atrás das grades é a teia de aranha, muitas vezes tatuadas no cotovelo – e quer dizer que a pessoa fica muito tempo com essa parte do corpo apoiada nas mesas, enquanto espera pela liberdade.

6. McCarthy-Dundon, Irlanda

Dundon-McCarthy

Essa é uma gangue da cidade de Limerick, na Irlanda. Seus membros costumam tatuar desenhos em homenagem a “soldados” mortos.

5. Yakuza

yakuza-gang

A Yakuza é um conjunto de gangues japonesas. Suas gangues ou clãs se organizam de forma parecida à máfia americana. Na visão da própria organização, ela descende de personagens honrados, que defendiam o povo de bandidos itinerantes, a la Robin Hood. As tatuagens são super detalhadas e demonstram a capacidade de suportar a dor.

4. Tongan Crip

tongan-crip

Também conhecida como TGC, essa gangue de descendentes da Polinésia atua em Inglewood, California, nos Estados Unidos. Sua violência é tamanha que o grupo é investigado pelo FBI. Seus membros costumam tatuar as iniciais TGC ou o nome da gangue.

3. Skinhead

Skinhead  skinhead (2)

Os skinheads estão espalhados em diversos grupos mundo afora, mas têm em comum a defesa da supremacia branca. Muitas de suas tatuagens trazem símbolos nazistas, como a suástica e até mesmo mensagens como “nascido para odiar”.

2. DMI, gangue de prisão

Dead_Man_Incorporated

A Dead Man Incorporated, ou DMI, é uma das principais gangues do sistema prisional americano. Surgiu no início dos anos 2000 e é contra a religião e a existência do Estado enquanto governo. Suas tatuagens dos membros trazem uma pirâmide com um olho, representando seu apoio aos Iluminati.

1. Latin Kings

CTH Latin_King_tattoo.jpg

latin-king2

Fundada em Chicago, a Latin Kings é uma das mais bem organizadas gangues hispânicas nos EUA e está distribuída pelo sistema prisional do país. As tatuagens de seus membros trazem as inicias do grupo e também uma coroa com cinco pontos, que representa sua afiliação à People Nation, uma associação de gangues.